Exclusivo: Como evitar e curar a IMPOTÊNCIA – Saiba aqui

Você passa anos pensando que as palavras mais horríveis do mundo sejam “pedofilia”, “guerra”, “câncer”, “hitler”, “grêmio”, “racismo”, “médici” para descobrir que a pior de todas é “adrenalina”. São dez letras que agora me causam medo e espanto. Faz poucos dias, durante um churrasco regado a caipirinhas e cervejas, conversava com um urologista a respeito de um excruciante assunto que muito me interessa. Ele me disse frases absolutamente lapidares, afirmativas e decididas; procurarei resumir aqui:

O maior inimigo da ereção chama-se adrenalina. Por exemplo, se eu estou operando um pênis com o paciente anestesiado, é inevitável que manipule seu pênis. Alguns entram em ereção. Então, boto um pinguinho (ele disse um pinguinho) de adrenalina e o troço fica mortinho (oh, yeah, ele disse mortinho).

A conclusão a que chego é bastante óbvia. Esses caras que se atiram de pontes presos por um elástico não se interessam por sexo, se interessam por adrenalina, ou seja, por evitar o sexo; motoqueiros velozes, idem; obviamente, os pilotos de Fórmula 1 só tem aquelas mulheres para mostrá-las — mas quem é que tem quem?, não seriam as mulheres que possuem um mirrado pilotinho em casa? É claro que um jovem pode ser viril e gostar de aventuras, provavelmente os pilotos de Fórmula 1 dão conta, porém, minha amiga, fuja dos aventureiros maduros. Provavelmente, seus frutos estarão irremediavelmente caídos. Aqueles caras que, aos 40-50 anos, fingem-se de jovens, compram motos, disputam corridas de kart, correm perigo, esqueçam. Bom mesmo é quem joga golfe, até pela mira.

Mas voltemos ao Doutor L.:

Quanto mais ansiedade, mais adrenalina. Mas, veja bem, Milton, um cara com muita adrenalina tem um afluxo normal de sangue a seu pênis, mas… é que existe como que uma válvula para prender o sangue lá dentro. Só que com a adrenalina, a válvula não fecha e o órgão sexual masculino não se dá conta de todo aquele sangue que passa por ali; ele fica ocioso. Então, não é só a prática de esportes radicais na maturidade que pode gerar impotência, mas também o estresse, os problemas profissionais, o luto, as separações, o desemprego, as falências, etc. Esses troços acabam (ele disse acabam, lembro bem) com o cara mais cedo.

Mas então os sujeitos ricos são mais felizes também nisso? Porra, mas em que merda de mundo injusto vivemos? Isto quer dizer que os funcionários públicos transam mais? Agora, leiam as palavras LITERAIS (juro) que o Doutor L. me disse:

Então, preste atenção. Você liga a TV de manhã e aparece o Alexandre Garcia: você não sente mais deu um jatinho de adrenalina; você pega o jornal e vê estampada a cara da Yeda: jato médio; tua ex-mulher liga: tu chafurdas em adrenalina; lembra das contas: jato médio e assim vai. É foda, ou antes, é pouca foda.

Bem, aqui e agora, mostrarei a solução para todos os problemas: todos os dias pela manhã, você deve ligar a TV, SEM SOM — de modo a proteger-se das más notícias –, no noticiário matinal Bom Dia Brasil com Renata Vasconcellos. É uma atitude temerária. Quando aparecer Alexandre Garcia falando de Brasília, é melhor desviar rapidamente o olhar. A menor dose do horroroso sifilítico, antes de você estar embebido de Renata, porá tudo a perder. Não desafie a adrenalina ainda. Aquele olhar risonho e vitorioso é um tal acinte a seu cérebro que até a primeira urina que chegará à privada levará consigo altos níveis do hormônio do mal.

A visão matinal desta mulher adrenalina-free salva nossa vida do estresse por largo período da manhã. Se ela estiver ao lado de Renato Machado, não haverá problema, pois Renato é um sujeito do bem, gosta de um bom vinho, uma boa mesa e não costuma alimentar-se apenas das cagadas do PT. De qualquer forma, nem consigo vê-lo direito. Meu amigo, faça o teste:

1. Primeiro, observe bem Renata Vasconcellos, embriague-se dela. Note não apenas a beleza, mas a classe. Veja como ela costuma deixar um sutil decote, deixando-nos espreitar dois argumentos matadores que infelizmente você não poderá utilizar em sua próxima discussão. Note como ela se veste diferentemente das apresentadoras mezzo jecas do Rio Grande do Sul. Ali, há tesão e classe, classe e tesão. Ela, decididamente, não veio da RBS.

2. Depois, corra até o computador e leia o um post de Rein@ldo de Azevedo. Qualquer um deles, só para provocar a adrenalina com vara curta (ops!). Garanto: ainda embebido do Efeito Renata, nenhum hormoniozinho de merda o vencerá.

3. Faça o terceiro teste.

Dará certo. Aposto! E então você poderá urrar de prazer: “Sai pra lá, adrenalina nojenta!”, “Ainda sou aquele rapagão voraz dos bons tempos!”, “Ei, adrenalina, vai tomar no c…”, etc. Nenhum cachorro dotado de osso peniano será mais efetivo do que você! Anotem aí mais uma prova da inexistência de Deus: se Deus existisse, daria um osso peniano aos cães e um problema hidráulico para nós? Hein?

E agora, para que você possa ver sua solução se mexendo ao natural, mostramos um vídeo onde Renatinha brinca com seus colegas num intervalo do Jornal Nacional que “escapou” para o YouTube. Observem detidamente… Mas evitem olhar para a tela nos primeiros 5 segundos do filme. É que aparece o horroroso sifilítico do Alexandre Garcia… A Globo é uma porcaria, mas pode curar. Mais do que o Boston Medical Group.

26 comments / Add your comment below

  1. Sou um carioca tradicionalista. Tomo meu café da manhã, média com pão e manteiga mesmo, no botequim da esquina, bem próximo ao trabalho. Como carioca tradicionalista, odeio os bares com televisão; como carioca tradicionalista, a adrenalina vai aos picos toda vez que vou a um bar, à noite, pois todos os bares cariocas, mesmo os mais tradicionais, tem ao menos uma televisão ligada; normalmente mais de uma, sempre três ou quatro, Samsungs de última geração. Fico para morrer e broxo, como conceitua a ciência.

    Há uma exceção. Tradicionalmente, no botequim, ao tomar meu café da manhã, posto-me em frente a imensa televisão ligada, bem diante do balcão, ângulo superior. Uma única razão para violar a tradição: Renata Vasconcellos. Não ouço as notícias. Ouço e vejo Renata Vasconcellos. Para provar que Deus não existe, ouço e vejo também Renato Maischato. Mas lembro-me de A Noite de Varennes, onde o personagem real, escritor, pensador, prosador, pornógrafo e filósofo Rétif de la Bretonne, diante da belíssima puta nua, recita um poema onde diz, ao final, um texto quase assim: “Prova irrefutável da existência de Deus”. Sim, por Renata Vasconcellos me converto toda manhã. Seu sorriso tonifica, e os lábios libertam o “Amén” aprisionado no meu coração ateu que, desta vez, acreditou.

    1. Assino tranquilamente sob teu comentário. Só discordamos no fato de minha devoção por Renata Vasconcellos gerou certa simpatia por seu chaveirinho Renato Machado, ou MaisChato, já que desejas um processo.

      Abraço.

      1. Renato é o enochato mais noveau-riche que existe, depois do impagável (no sentido literal, não no verdadeiro) Pedro Bial. Mas essa sua predileção por Renata Vasconcellos, que conheci menos de quinze minutos depois de tê-la quase ao alcance de minhas mãos (a tela, infelizmente, não Renata), irrigou minha mente do mais puro sangue bom, que é aquele que desce à cabeça de baixo e nos lembra que há razão na existência, como bem nos explicou o camarada Epicuro.

        1. Pedro Bial… Bah, que baixaria, Marcos. Logo num post sobre a Renatinha e outros assuntos!

          Pois… Procuro acordar sempre às 7h15 de modo a não perder nenhum trejeito, por mínimo que seja. É um modo de manter o corpo bem irrigado, oferecendo novos caminhos a um sangue cansado daquela rotininha diária.

          É.

  2. Milton, a cura da impotência foi descoberta muito antes da belíssima Renata.

    O “falecido” pasquim Planeta Diário estampou em letras garrafais a gloriosa notícia: “Descoberta a cura da impotência”, em letras miúdas logo abaixo: “Como entrar dobrado”.

    1. Dario, eu juro que lembrei desta manchete. E, na contracapa, o anúncio da “Vodka Perestróika – A abertura começa pela tampa”. Mas o engraçado mesmo era que os russos faziam um churrasco na neve e, no meio do fogo, via-se claramente um bracinho de criança…

  3. Milton, outra prova de que deus não existe, ou se existe, pouco está importando para a nossa sorte, é que o osso peniano do cão também serve para isolar o cio da fêmea para garantir que a prole seja toda dele, daí aqueles minutos angustiantes em que o cão fica colado à cadela.

    Enquanto nós, pobres macacos desnudos, ficamos presos à fêmea por anos, levados pelo sentimentalismo de pai, (ou pela vaidade de termos uma mulher bem mais jovem do que nós, ou seja, testemunha resignada da insuficiência ranziza dos 50, 60…), sacrificando nossa liberdade de machos egoístas na criação de filhos que bem podem não ser nossos.

    Daí que, se começássemos a brochar na adolescência, seríamos seres mais sábios e independentes.

    E daí que, a recente arma feminina de manutenção do status quo da família (para aquelas, poucas, que ainda se interessam por isto) seja o viagra.

    Mas como bom pescador, me aconchego na mentirinha inocente desta hora: a vista de um simples decote pela televisão também faz meu sangue correr para as birrentas intermediações de baixo.

    1. Ah, Nélio, teu excelente comentário me deixou até triste… Essa frase quase me fez desfalecer em sua verdade:

      “Daí que, se começássemos a brochar na adolescência, seríamos seres mais sábios e independentes”.

      Meu consolo é que a minha se interessa por isto… E não desgrudo! Tá louco?

    1. Ai, jisuis, mais essa agora? E é igual? E se eu estou atravessando uma rua no Rio e vejo duas Renatas? Quer dizer que não preciso me internar?

  4. Hahahaha!
    Jamais saberão do comment que me fez rir:-)))

    Olha, Milton, essa Renata é uma admiração que eu tenho desde os tempos em que ela só atuava (?) na TV a cabo, digo, na GloboNews.

    É linda, muito linda mesmo, mas isso não é nada: é só olhar os teus post er… dos sábados.
    Mas o que mais me encanta é a elegância e a forma como se apresenta.
    Vê-la no You Tube, foi muito legal.
    Apenas uma bronca, um ciúme, ela é o tipo que nem escondida faz alguma coisa de embarassing!
    Agora, isso de ser sensual.. não sei não. Mas, recenheço, não sou a melhor pessoa para falar.
    E não deixaria meu namorado ficar falando sobre ela na minha frente Grrrrrrr!
    Viva ela, pois.

    1. Ah, conta aí, Meg!!!!

      Eu também a via desde a Globo News. Sempre belíssima.

      Também notei. O filme do YouTube demonstra que ela é sempre impecável. Mas olha só, muito importante: minha experiência diz que as impecáveis e discretas e elegantes costumam ter alta temperatura.

      Ufa, que bom.

  5. Milton,
    a questão da adrenalina é muito simples. O homem possui duas cabeças, mas irrigação para apenas uma. Se a ocupas a outra fica a vazio.
    Branco

      1. Reportando à infeliz citação, só a fiz por necessária, em razão da similaridade das figuras, uma simpática a ti, outra antipática a ambos. Resta dizer que o antipático realizou um longa competente sobre material incompetente, especificando: Primeiras Histórias, Guimarães Rosa. Se é para ser intelectual de bosta, não é que o puto escolheu bem?

  6. OI RENATA VASCONCELLOS!

    PARABÉNS!
    NA VERDADE VOCÊ É UMA PESSOA MUITO ESPECIAL AO PÚBLICO
    IMENSO QUE VOS ASSISTE COM GOSTO DE ADMIRAÇÃO,COM A SUA DELICADEZA ,SIMPATIA E GRACIOSA COMO APRESENTADORA!
    VOCÊ É UMA PESSOA VENCEDORA EM TODOS OS SENTIDOS!
    EU FRANK CESAR PESO DESCULPAS POR TER ENVIADO ALGUMA MENSAGEM QUE LHE OFENDEU OU TE DESAGRADOU!
    EU TENHO ESSE PEQUENO PROBLEMA QUE ATÉ POSSA ACARRETAR
    GRANDES PROBLEMAS,ANSIEDADE ,CIÚMESME DESCULPE !
    É DIFÍCIL ADMIRA-LA E NÃO PODER SE QUER DIZER PESSOALMENTE UM ÔLA,TALVES .ENFIM!
    POR ISSO AGENTE FAZ ALGUMAS BOBAGENS !
    EMBORA SENDO LEVES
    UM BEIJO E SUCESSO!
    EMBORA NÃO CONSEGUINDO DESCREVER COMPLETAMENTE O QUE O MEU CORAÇÃO GOSTARIA DE DIZER EIS ESSA CANÇÃO PRA VOCÊ
    RENATA VASCONCELLOS

    CLICK PRA VOCÊ OUVIR RENATA VASCONCELLOS
    http://www.youtube.com/watch?v=O1KhpwmZ8-g

    Todas As Canções
    Virtud
    Sei que o Teu Amor não mudou,
    Mesmo depois dos meus erros.
    E a Tua mão está sobre mim pra me guiar,
    Cada dia vou viver pra Te louvar
    Pra te adorar, enquanto eu respirar

    Todas as canções do universo
    Não irão dizer o que eu sinto
    Mas espero que os meus versos
    Possam agradar Teus ouvidos

    Todas as canções do universo
    Não irão mostrar o que eu sinto
    Mas espero que os meus versos
    Possam alcançar o infinito

    Hoje estou aqui pra dizer,
    Que a minha voz não é nada
    Sem a unção que está sobre mim,
    Pra me guiar
    Cada dia vou viver pra te louvar
    Pra te adorar, enquanto eu respirar

    Todas as canções do universo
    Não irão dizer o que eu sinto
    Mas espero que os meus versos
    Possam agradar Teus ouvidos

    Todas as canções do universo
    Não irão mostrar o que eu sinto
    Mas espero que os meus versos
    Possam alcançar o infinito

Deixe uma resposta para gilson Cancelar resposta