Instituto Liberal denuncia a física quântica como instrumento marxista

iWKad22

A introdução ao artigo é do Jornal GGN:

No artigo “A complicação como método ideológico”, reproduzido integralmente abaixo (http://migre.me/tZaOm) o autor diz que “a Verdade está sempre associada à luz, ao desatar de nós e à contemplação imparcial”.

No entanto, “a marca histórica da esquerda é a falta de clareza. Claro, pois para justificar um sistema de crenças que não funciona, é esperado que as assertivas não pudessem ser facilmente analisadas ou refutadas, esperando-se do discípulo apenas a fé no que o mestre diz”.

O autor lista como “disciplinas típicas da esquerda” a Sociologia e a História. Para ele, a filosofia, como ciência, visou “implantar o socialista, associado à ideia marxista (…) (dizimando) os sistemas de crenças concorrentes”, como o Cristianismo e a ideia de Verdade.

Da Filosofia, o autor apontou seu dedo acusador para a Física.

Sobram bordoadas na física newtoniana, que “é, para quem quer confundir, excessivamente exata, matemática e previsível. São objetos em movimento no universo, seguindo leis já mapeadas”.

Mas a borduna se volta, mesmo é para a física quântica que, “através de extrapolações indevidas de descobertas de cientistas como Einstein, Heisenberg, Schrödinger, Planck e outros, ganhou a fama de ser o ramo científico onde “tudo pode”. Estar em dois lugares ao mesmo tempo, ser e não ser, teletransporte, telepatia, o mundo como um sonho, o nada que é tudo, enfim, uma espécie de “liberou geral” da ciência, contrário à física newtoniana, e que certamente não seria autorizado pelos físicos quânticos, os quais eram sérios”.

E aí, a grande constatação: Por que o interesse da esquerda na física quântica?

E explica: “Porque “harmoniza” com o uso de drogas, com a ideia de que o indivíduo é uma ilusão, criando uma justificativa racional para a irresponsabilidade e o ateísmo. Ambos os resultados bem úteis e “capitalizados” pelo movimento revolucionário”.

A Complicação como Método Ideológico

Por Lucas de Moura Lima

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

11 ideias sobre “Instituto Liberal denuncia a física quântica como instrumento marxista

  1. Isso me lembrou, ao avesso, o caso do “Embuste Sokal” (ler aqui: http://www.oocities.org/revistaintelecto/sokal.html). Uma barafunda sem pé nem cabeça, só que um, Sokal, quis parodiar justamente o uso abstruso da linguagem científica, principalmente em campos nos quais ela ou não se aplica ou simplesmente é mal compreendida, enquanto essa figura aí se põe a atacar princípios que não compreende, mas que servem como álibi para desfechar um ataque geral ao pensamento humano não idiotizado pelas cunhagens (com trocadilho, por favor) liberais. Gente pândega.

  2. Surtou!! O que esse gênio do pensamento contemporâneo teria a dizer da tecnologia? Seria ela toda baseada na mecânica newtoniana? Mecânica Estatística para ele então seria a mais alta conspiração?

  3. CONSTANTINO É RIMA DE CRETINO.
    BOÇAL, DE INSTITUTO LIBERAL.
    .
    .
    .
    POEMA QUÂNTICO
    by Ramiro Conceição

    Ser um assassino;
    um gênio; uma besta cúbica;
    milhões de átomos; um animal;
    um planeta; uma galáxia;
    esta ou aquela verdade:
    tudo — é probabilidade.

    Se da lama foi possível a alma
    num jogo aleatório de traumas,
    então por que da incerteza bruta
    não ser uma inteligência culta?

    Nunca se está doente enquanto se sonha.
    Sonhar é ser a beleza abrupta da acácia
    que nasceu na feia cidade, com audácia.

    Agora que penso-sinto tudo
    viverei lúcido até o parodoxal
    porque se aproxima a queda
    do fruto maduro: o segundo
    segundo — mais curto.

  4. Muito bom o texto, aliás pelo que entendi, é mais ou menos isso:
    -O Instituto Liberal em face de seu novo posicionamento na biosfera paralela, interpela aqui que toda realidade existente na Geologia planetária tem servido (e ainda serve) ao longo dos últimos 171 anos a todo questionamento quântico que tanto Marx, como Lenin e Galileu Galilei, após suas reuniões secretas na base do Kremlin, em Atenas, definiam como a “Tese da sexualidade ofegante da esquerda em detrimento da ejaculação precoce da direita fascista”.
    Mas a grande, e mais importante, revelação do Instituto Liberal refere-se a dissonância quântica que essas reuniões se propunham a apresentar à população carente à época, pois tratavam da apresentação de volumosas porções de massa (de farinha) à população como a solução para a fome, porém os esquerdistas safados da época guardavam todo recheio de frango para desfrutar nas orgias que realizavam no Parthenon.

    É isso mesmo, entendi direito?

  5. Algo escrito por um analfabeto funcional. Este tipo de pessoa deveria ter restringido seu direito na internet, bastando-se ler, sem a possibilidade de escrever. Pois em um país como Brasil, com tantas pessoas sem conhecimento vai que alguém acredita nesses absurdos. CAGOU e fedeu aos quatro ventos. Seu burguês capitalista direitasso e ainda sem conhecimento algum. Tenho pena dos teus parentes que são obrigados a te aguentar!

  6. Que a Instituição que diplomju este sujeito venha a público pedir desculpas, dizer que ele “colou” nas provas e casse o seu diploma ah!ah!ah!

  7. Há anos não leio tanta idiotice ! Qual a verdade clara de um liberal? Eles divulgam como ganham dinheiro, o que fazem para ser milionários? São incapazes de declarar os bastidores da verdade simples de ser milionário liberal. Relacionar a explicação quântica com valores sociais, com ideologia politica é muito limite intelectual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *