Em Berlim (X)

Então, naquele 11 de janeiro de 2017, nós saímos do Berggruen Museum na maior correria porque a Elena tinha marcado um encontro com sua amiga Nune Bars — ou, mais exatamente, Nune Barseghyan –, uma psicóloga e escritora de origem armênia que mora em Berlim. Nune (diz-se Nuné) trabalha com pacientes desenganados. Não deve ser das coisas mais estimulante, mas ela é uma pessoa alegre que anda de bicicleta por todos os cantos de Berlim. Calculamos mal o tempo e nos atrasamos espetacularmente. Quando chegamos ao bar combinado, Nune já tinha ido embora. Era compreensível. Telefonamos e ela gentilmente voltou para conhecer a amiga de internet. O tempo lá fora estava assim.

DSCN0946

Pois é, não era muito convidativo.

DSCN0947

Ainda mais para ver uma amiga que tinha se atrasado.

DSCN0949

Mas no fim deu tudo certo.

DSCN0951

Nune e Elena conversaram em russo, enquanto eu ficava engordando, tomando café e olhando as guloseimas expostas.

DSCN0956

A coisa é boa demais, garanto.

DSCN0960

Enquanto isso, uma verdadeira tempestade de neve seguia tomando conta da rua.

DSCN0961

Sem ter o que fazer, eu fotografava um cara que fazia selfies na neve.

DSCN0963

Mais uma para sair bonitinho. Ficou bom? Sim. Então vou postar (abaixo).

DSCN0964

Então, Bernardo chegou e nós saímos para a rua a fim de dar uma caminhada. Não diria que Elena estava em seu habitat, mas não pensem que estava surpresa. Na verdade, quem estava meio desadaptado era eu, que a fotografava.

DSCN0965

E a fotografava. O estado do casaco que ela pegara emprestado de mim era realmente esplêndido.

DSCN0966

E saímos pela rua em direção ao local por onde antes passava o Muro de Berlim.

DSCN0967

No meio do caminho, Nune nos abandonou porque tinha um compromisso profissional.

DSCN0968

E chegamos ao local que estávamos procurando, na Bernauer Strasse. Ali fica o Memorial do Muro de Berlim.

DSCN0970

O clima entre nós — eu, Elena e Bernardo — era tão bom, riamos tanto que eles começaram a dançar sem música e a fazer poses para as fotos. Vá entender essa gente.

DSCN0971

Bernardo está virado num alemão. Entra nos bares, compra uma cerveja e sai bebendo pela rua.

0366

Acima, o mesmo muro em dias mais normais. Foto retirada daqui.

DSCN0972

Acima, uma foto clássica de um soldado fugitivo da Alemanha Oriental.

DSCN0973

Em um monumento retangular, no chão, há todo o mapa do Muro e sua história. Mas com toda aquela neve não dava para entender muita coisa.

DSCN0974

Bernardo e Elena seguem em conversações, procurando entender onde estávamos naquele mapa a nossos pés.

DSCN0975

Acima, a escultura da Reconciliação, que ficou muito bonita com a neve. É um trabalho de Josefina de Vasconcellos que clama pela reconciliação em locais fortemente destruídos pela Segunda Guerra. Há mais cópias delas em outros lugares do mundo igualmente destruídos.

DSCN0977

Quando não está nevando, ela fica como na foto abaixo. Foto roubada daqui.

0766

A coisa estava tão divertida que apareceram os carrinhos de neve.

DSCN0979

Depois de todo o frio, merecíamos o Nirvana.

A Criação. Deus olhou para nosso planeta e quis nos dar uma chance. E enfiou o dedo casualmente na Anatólia, Turquia, ali pertinho de onde nasceu a Asli Berktay.

DSCN0980

Tudo para criar a melhor das sobremesas, o Künefe. Depois, deu-nos as costas. Naquele dia, comi hoje pela primeira vez a iguaria. Jamais esquecerei. Como disse meu filho, é carinho e amor descendo pelo esôfago.

DSCN0981

Se não foi o melhor, foi nosso mais longo dia em Berlim. Pois ainda haverá um concerto e um encontro muito especial à noite.

DSCN0982

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *