6 bons hábitos russos

Compartilhe este texto:

Da Gazeta Russa

1. Leve sempre um presente

Os russos nunca vão visitar alguém de ‘mãos vazias’ (Foto: Vladímir Viatkin/RIA Nôvosti)

Os russos nunca vão visitar alguém de ‘mãos vazias’ (Foto: Vladímir Viatkin/RIA Nôvosti)

Ao visitar um amigo, vizinho ou apenas conhecido, os russos geralmente levam consigo um pequeno mimo – seja chocolate, bolo, flores ou brinquedos para uma criança. Não é o presente em si que conta, mas a lembrança. É comum ouvir russos dizerem: “Não podemos visitar alguém de mãos vazias!”.

2. Não tire a colher da xícara de chá

Sabor e temperatura são influenciados por colher (Foto: Gazeta Russa)

Sabor e temperatura são influenciados por colher (Foto: Gazeta Russa)

Na época soviética, as pessoas brincavam que os russos bebiam chá com o olho direito fechado, para não se machucarem com a colher usada para mexer.

Apesar de ser um mistério por que os russos fazem isso, fato é que, quando há uma colher dentro da xícara de chá, a bebida tende a esfriar mais rápido – além de ficar mais saborosa.

3. Comemore o Ano Novo em dose dupla

Mesa festiva para celebrações de Ano Novo (Foto: Evguêni Iepantchintsev/RIA Nôvosti)

Mesa festiva para celebrações de Ano Novo (Foto: Evguêni Iepantchintsev/RIA Nôvosti)

Antes de 1918, os russos usavam o calendário juliano, que hoje acumula uma diferença de 13 dias em relação ao calendário gregoriano. Embora a Rússia tenha adotado o último há muito tempo, o Ano Novo à moda antiga (ainda chamado de Ano Novo) continua sendo celebrado. No fim das contas, são duas festas e dois banquetes – e, é claro, duas chances de fazer desejos e promessas.

4. Tome sorvete mesmo no inverno

Moscovitas tomando sorvete durante inverno, a 8ºC, em 1992 (Foto: AP)

Moscovitas tomando sorvete durante inverno, a 8ºC, em 1992 (Foto: AP)

O frio, que persiste por meses, não é desculpa para desistir de tomar sorvete. Em algumas cidades, as banquinhas de sorvete permanecem abertas mesmo quando a temperatura cai abaixo de zero. Para evitar aquela sensação de gelo na garganta, muitos russos misturam o sorvete com geleia (varenie).

5. Faça, mas na última hora

Lentidão tem, por vezes, impacto na produtividade (Foto: Serguêi Kuznecov/RIA Nôvosti)

Lentidão tem, por vezes, impacto na produtividade (Foto: Serguêi Kuznecov/RIA Nôvosti)

Os russos costumam terminar suas obrigações no último minuto disponível. Embora comecem devagar, sabem dar um gás no final para cumprir o prazo.

Se, por um lado, isso indica a incapacidade de planejar-se com antecedência, por outro, é também sinal de uma tremenda habilidade de conclui algo às pressas.

A mentalidade pode ser resumida na seguinte piada:

Um professor pergunta ao aluno:

“Quanto tempo você precisará para aprender chinês?”

E o aluno responde: “Qual é o prazo?”

6. Mantenha o otimismo

Russa prepara banho após desligamento de água quente (Foto: Aleksandr Rimin/TASS)

Russa prepara banho após desligamento de água quente (Foto: Aleksandr Rimin/TASS)

O desligamento anual de água quente por alguns dias, os verões gelados (2017, especialmente), crise financeira – os russos tendem a lidar a encarar os problemas com otimismo. Enchem baldes de água, tiram o casaco do armário e economizam onde for possível. “O que não mata, engorda”.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *