Porque hoje é sábado, Brigitte Bardot

Porque hoje é sábado, Brigitte Bardot

Meu pai a considerava a mulher mais bela do mundo.

Confesso que não entendia.

Era muito pequeno, nada sabia de nada — hoje sei de alguma coisa? — e ainda menos

sobre a explosão mundial do filme E Deus criou a mulher, realizado pelo maridão

Vadim. Quando cresci, Brigitte Bardot já não era mais um sex symbol planetário,

só se falava nela quando ia a Búzios.

Nasceu em 1934, enfrentou a oposição dos pais ao fazer o primeiro filme em 1952,

virou mito em 1956 com o filme que inspirava o melhor blog do mundo

e participou de dúzias de produções ruins que apenas exploravam sua imagem.

Quando chegava perto dos 40 anos, em 1973, largou o cinema e

criou uma fundação para a defesa dos animais.

Acho admirável a forma como envelheceu. Nega-se a esconder as rugas, o peso e

a transformar-se num ET cheio de próteses, plásticas e botox.

Read More

Porque hoje é sábado, Julie Christie, de novo

Porque hoje é sábado, Julie Christie, de novo

Calma, o PHES não está de volta.

0_1100a0_fbce1b17_XXXL

É que demos de cara com uma excelente seleção de fotos de Julie Christie.

0_1100a2_ebfaf7ec_XXXL

Hoje, ela tem 77 anos. É uma bela senhora.

0_1100a3_fae1af6b_XXXL

É considerada não apenas uma grande atriz, mas pertencendo a uma categoria especialíssima.

0_1100b6_3878c684_XXXL

É tratada como “a mais poética das atrizes”.

0_1100b7_c0c4d90c_XXXL

Não posso discordar.

0_1100b8_f2dd4ce9_XXXL

Alguns dizem que ela seria a mais

0_1100ba_2b89454a_XXXL

“genuinamente glamurosa” e

0_11008a_4889991c_XXXL

“a mais inteligente das estrelas britânicas”.

0_11008b_b883926b_XXXL

Dizem que Julie Julie Christie trouxe uma vida nova e sensual

0_11008c_d2626081_XXXL

ao cinema britânico quando desceu despreocupadamente

0_11008d_e73ab455_XXXL

por uma rua em Billy Liar (1963), de John Schlesinger. Read More

Porque hoje é sábado, algumas mulheres dos filmes de Bergman

Porque hoje é sábado, algumas mulheres dos filmes de Bergman

Gosto tanto das personagens femininas dos filmes de Bergman, que costumo extasiar-me com suas atrizes. Adoro-as todas, as bonitas e as nem tanto. Este post é feito de registros de alguns filmes do mestre.

Sem mostrar o rosto, temos acima Harriet Andersson em Mônica e o Desejo (1953).

A extraordinária e engraçada Eva Dahlbeck vê seus amantes discutirem em Sorrisos de uma Noite de Verão (1955).

E faz pose de contrariada em Para não falar de todas as mulheres (1964).

Acima, uma Bibi Andersson saltimbanco conversa com o marido em O Sétimo Selo (1957).

E vira caroneira em Morangos Silvestres (1957).

Victor Sjöström and Bibi Andersson in Wild Strawberries, 1957

Até foi uma das 5 mulheres com as quais Bergman casou.

bibi-andersson

Acaba numa universidade levada por …

Ingrid Thulin, …

… que aparece lindíssima neste filme…

… e ainda mais bonita no ano seguinte, em O Rosto (1958).

Gunnel Lindblom participou de vários filmes, mas só em O Silêncio (1963) — vocês já a viram ao fundo na foto de Bibi Andersson caroneira, lembram? — , ocupou um dos papéis principais.

A maior das atrizes bergmanianas, Liv Ullmann, começa a tomar o poder em Persona (1966).

Bergman une os rostos de Bibi Andersson e Liv Ullmann no mesmo e esplêndido filme.

Uma foto das três irmãs e da criada no filme que talvez mais vezes tenha visto, Gritos e Sussurros (1972), um Tchékhov transformado em Bergman. A foto é de Liv, Thulin, Harriet e Kari Sylwan, no papel de criada.

Não é nada disso que vocês estão pensando… Erland Josephson está ofendendo Liv Ullmann. Descreve o que o tempo fez com o rosto de Liv de um ponto de vista, digamos, moral.

Ingrid Bergman, a mais bela mulher do cinema, faz sua despedida das telas no embate entre mãe e filha de Sonata de Outono (1978).

Christine Buchegger sumiu no horizonte, mas seu rosto ficou imortalizado no estranho Da vida das marionetes (1980).

Fato semelhante ocorreu com a maravilhosa Ewa Fröling, a inesquecível mãe de Fanny e Alexander (1982). Bergman queria que seus atores olhassem para ela como se quisessem comê-la, mordê-la… Não devia ser difícil.

Lena Olin nem pensava na insustentável leveza, nem em gregos ou chocolates quando fez Depois do Ensaio (1984).

E a despedida no mestre deu-se com a musa Liv Ullmann já sessentona, em Sarabanda (2003).

Porque hoje é sábado, Tamara Ecclestone

Porque hoje é sábado, Tamara Ecclestone

Tamara Ecclestone é a perfeição abaixo e uma das mulheres mais ricas do mundo.

É a filha mais velha — só 32 anos — do bilionário Bernie Ecclestone, dono ou ex-dono da Fórmula 1.

E é nada menos do que vocês estão vendo.

Sua riqueza aliada a sua incrível e doída beleza (dói AQUI) chegam a ser uma injustiça.

Por que tanto em uma só pessoa?

Não sei a resposta, pois as instâncias superiores recusam-se a falar.

Mas, enquanto isso, Tamara consome o interminável dinheiro do pai, escreve no twitter,

— parece muito feliz — e, dia desses, resolveu ganhar um troco posando para a Playboy.

Na revista, a deusa é acompanhada de serviçais que dirigem seu carro,

arrumam suas sandálias ou colocam seu traseiro no lugar exato.

Ela também aparece nadando em dinheiro numa foto acima, viram?

Bem, mas esta não é uma coluna ressentida com as coisas deste mundo;

é uma coluna satisfeita com as coisas deste mundo mesmo que pareçam de outro;

então, pensemos em Tamara dentro de sua nobre função neste PHES:

a de ser objetificada. (Provocação, provocação…)

Acaba de me ocorrer uma coisa muito brega olhando a foto acima,
Read More

Porque hoje é sábado, Lara Stone

Porque hoje é sábado, Lara Stone

Lara Stone é holandesa e foi descoberta

por um caça-talentos (ou modelos) no metrô de Paris.

Ela tinha apenas 12 anos.

Hoje tem a bela idade de 33.

Dia desses, com um amigo, eu disse que o auge da beleza da mulher atual

girava lá em torno dos 40 anos.

O amigo respondeu rapidamente que o auge da mulher é uma posição, não uma idade.

Bem, hum, esqueçam.

O sobrenome de Lara Stone é facilmente explicado pelo pai inglês.

A mãe é que é holandesa.

Lara é uma mulher extraordinária não apenas pelo que se vê,

mas por ser uma mulher com quem se pode sair para conversar.

Não por ser a 7ª modelo mais bem paga do mundo.
Read More

Porque hoje é sábado, Kate Moss

Porque hoje é sábado, Kate Moss

Enquanto a Bíblia da nova religião do Politicamente Correto

— pois é disso que se trata — não nos impedir de achar bonitas algumas mulheres

(pois, ao afirmamos tal fato, caímos no pecado da Objetificação),

(pois, elogiamos umas em detrimento de outras que são ou mais feias,

ou menos atraentes ou decididamente feias),

kate-moss

distingo um dos mais belos rostos que conheço: o da londrina Kate Moss.

Muitas vezes pensei no que torna uma pessoa bonita.

É a simetria? As pessoas lindas seriam as portadoras da média das feições de todos nós?

Seria a perfeita adequação a sua etnia? Ou à cultura vigente?

Que critérios deveria seguir um desenhista para criar um belo rosto? Existe isso?

Porque o rosto de Kate Moss não me parece nem um modelo de simetria,

nem a média da população, nem o modelo exato de inglesa — até pelo contrário —

nem me parece ser cultural minha adoração por ele. Read More

Porque hoje é sábado, Karolina Szymczak

Porque hoje é sábado, Karolina Szymczak

É engraçado como esta simpática coluna sabatina, também conhecida como PHES,

atrai as mulheres, hetero, homo, bi, etc.

Uma amiga de uma amiga, recente amiga minha — entenderam? — veio ao Sul21,

durante esta semana, e reclamou que o PHES estava muito contido ultimamente.

Desta forma, a partir desta edição, empreenderei um (falso) esforço de alongamento,

procurando ir no sentido contrário a um comportamento contido
(altamente proibido pelos norte-americanos que dominam a rede).

Em exaustivo trabalho de pesquisa, encontrei esta mulher incrível

nascida na Polônia.

Karolina Szymczak tem tantos encantos que não saberia dizê-los

da mesma forma que não consigo pronunciar seu nome.

Szymczak deve iniciar por Chem…, assim como Szymborska.

Read More

Porque hoje é sábado, Golshifteh Farahani

Porque hoje é sábado, Golshifteh Farahani

Farahani (poema de Marcos Nunes)

Golshifteh Farahani 01

Você está proibida de me olhar,

Golshifteh Farahani 02

eu estou proibido de olhar para você:

Golshifteh Farahani 03

a lei é a distância

Golshifteh Farahani 04

são as circunstâncias

Golshifteh Farahani 05

os chamados das profissões

Golshifteh Farahani 06

as línguas desconectadas.

Golshifteh Farahani 07

Nós estamos proibidos de nos conhecer

Golshifteh Farahani 08

restando o cantinho miúdo das celebridades

Golshifteh Farahani 09

para acessá-la, como o Aleph de Borges

Golshifteh Farahani 10

praticando um sacrilégio, uma heresia

Golshifteh Farahani 11

rendição à Pérsia dos ancestrais

Golshifteh Farahani 12

ao Irã do cinema, contra a censura

Golshifteh Farahani 13

da ilusão de seu olhar desviando-se

Golshifteh Farahani 14

para me ver aqui, dedilhando

Golshifteh Farahani 15

meu prazer em te sonhar.

Porque hoje é sábado… Os cabelos das mulheres

Porque hoje é sábado… Os cabelos das mulheres

Existem cerca de 100 mil fios de cabelos na cabeça da mulher.

Ingrid Bergman

As loiras têm cabelos mais finos e, como compensação,

Jane Mansfield

40 mil fios a mais.

Loretta Young

Se as loiras têm 140 mil, as ruivas vêm com 90 mil maravilhosos fios.

Marilyn Monroe

Sou um devoto dos cabelos das mulheres, principalmente quando não são lisos.

Marlene Dietrich

Questão de gosto, a curva é o caminho mais agradável entre dois pontos.

Paulette Goddard

Os cabelos das mulheres também têm funções. São usados para atrair ou como barreira.

Rita Hayworth

Se ela colocar os cabelos por cima da orelha, cobrindo o rosto, não insista.

Sophia Loren

Também enrolar as pontas dos cabelos com os dedos durante uma conversa é mau sinal.

Veronica Lake

Jogar o cabelo para trás talvez signifique “repara em mim”.

Audrey Hepburn

As de cabelo curto parecem mais seguras e, quem sabe, menos preocupadas com padrões.

Ava Gardner

Terão a Síndrome de Sansão ao avesso?

Elizabeth Taylor

As avós diziam que, quando uma mulher se sentisse triste,

Read More

Porque hoje é sábado, imagens raras do ensaio de Salvador Dalí para a Playboy

Porque hoje é sábado, imagens raras do ensaio de Salvador Dalí para a Playboy

Publicado originalmente por O Beijo e repassado para mim por Chico Marshall.

playboy-dali-10

Em 1973, a cidade espanhola de Cadaqués recebeu uma visita ilustre:

playboy-dali

a do pintor Salvador Dalí, que estava lá para dirigir um ensaio da Playboy.

palyboy-dali-3

O erotismo e a sensualidade sempre foram temas comuns na obra do pintor.

playboy-dali-5

Mesmo assim alguns ainda se surpreendem ao saber que o pintor surrealista

Salvador_Dali_Playboy_Magazine_Cultura_Inquieta__1_

dirigiu um ensaio de nu para a famosa revista

playboy-dali-13

– e foi inclusive assediado por fãs enquanto trabalhava no projeto.

playboy-dali-12

Quando perguntado sobre as composições estranhas e pouco convencionais numa revista masculina,

playboy-dali-11

Dali respondeu:

palyboy-dali2

“O significado do meu trabalho é a motivação do próprio – o dinheiro.

playboy-dali-6

O que eu fiz para a Playboy é muito bom, e seu pagamento está à altura da tarefa“.

playboy-dali-8

Tá bom.

Porque hoje é sábado, Viviane Bordin

Porque hoje é sábado, Viviane Bordin

Pois meus sete leitores, digo-lhes que as loiras…

… As loiras não têm problema nenhum.

Porém, hoje, fiz uma pequena sacanagem — ela que me perdoe, por favor — …

… com a belíssima Viviane Bordin, vizinha nossa ali de Camboriú.

Ela é linda, mas achei suas fotos douradas demais, …

… ensolaradas demais, azuis demais, totalmente em contraste …

… com meu humor sorumbático dos últimos dias.

Então, transformei todas as fotos que me ofuscavam — fotos da Playboy, como a de cima —

… em outras com 1000 tons de cinza. Ah, Viviane, …

… me perdoe o tom antiquado de como elas ficaram…

Até vou sugerir que meu fiel septeto observe as fotos originais no Google Images …
Read More

Porque hoje é sábado, a última sessão de fotos de Marilyn Monroe

Porque hoje é sábado, a última sessão de fotos de Marilyn Monroe

Estas imagens de Marilyn

16806310-15875275_1-800-a542d8629a-1484580656

na praia de Santa Monica

16806560-4a898bb4242367400e8fe114c57242f3-800-a542d8629a-1484580656

foram tiradas pelo fotógrafo George Barris

16807310-MarilynMonroeinGreenTowelbyGeorgeBarris11-800-a542d8629a-1484580656

em 13 de julho de 1962.

16807360-maxresdefault-800-a542d8629a-1484580656

Três semanas mais tarde,

16807410-7016899951_93b45f8c3d_b-800-a542d8629a-1484580656

ela foi morta.

16807460-ff3e0af7892df383927cdf4d02ae1d37-800-a542d8629a-1484580656

Sim, falemos sério, todos sabem que ela foi morta.

16807510-7-800-a542d8629a-1484580656

No último filme de Marilyn, Os Desajustados (The Misfits, 1961),

16807660-8-800-a542d8629a-1484580656

cujo roteiro foi escrito por seu marido (de 1956 a 1961) Arthur Miller.

16807810-5531591-800-a542d8629a-1484580656

há uma cena em que Gay (Clark Gable), olha para Marilyn e diz que

16807860-f5f7255656c4d9dc80-46021707-800-a542d8629a-1484580656

ela é uma mulher triste.

16807910-MarilynMonroeinGreenTowelbyGeorgeBarris2-800-a542d8629a-1484580656

Ela responde que ele é único a perceber isto, já que todos acham-na feliz.

16807960-MarilynMonroeinGreenTowelbyGeorgeBarris4-800-a542d8629a-1484580656

Gable então replica dizendo que ela é uma mulher triste que deixa os outros felizes.
Read More

Porque hoje é sábado, Emily Ratajkowski

Porque hoje é sábado, Emily Ratajkowski

Publicado em 22 de dezembro de 2012

O presente de Natal do PHES para seus sete leitores,

neste pós fim de mundo,

é uma desinibida jovem nascida em 1991.

Não sei nada a respeito de Emily Ratajkowski

e também não penso que alguém necessite mais do que a fantasia

para preencher a história de Emily,

provavelmente com Emily.

Pois as fantasias, (tom professoral)

são situações imaginadas e que não têm qualquer base na realidade,

expressando determinados desejos do seu criador.

Read More

Porque hoje é sábado, pernas e Benedetti

Porque hoje é sábado, pernas e Benedetti

Piernas / Pernas, de Mario Benedetti

escadas

Las piernas de la amada son fraternas / As pernas da amada são fraternas

clipboard01

cuando se abren buscando el infinito / quando se abrem buscando o infinito

sexy-legs

y apelan al futuro como un rito / e apelam ao futuro como um rito

sexy-legs-workouts

que las hace más dulces y más tiernas / que as fazem mais doces e mais ternas

sexy_legs

pero también las piernas son cavernas / mas também as pernas são cavernas

brooke-labrie-05

donde el eco se funde con el grito / onde o eco se funde com o grito

pernas

y cumplen con el viejo requisito / e cumprem com o velho requisito

legs-sexy-10

de buscar el amparo de otras piernas / de buscar o amparo de outras pernas

Read More

Porque hoje é sábado, Marie Gillain

Porque hoje é sábado, Marie Gillain

Não sei se meus sete leitores a conhecem. Conhecem?

Ela é Marie Gillain, uma atriz belga que esteve em cartaz em Porto Alegre com o filme

Tudo o que desejamos. Não, o nome do filme não se refere a ela,

mas não acharia nenhum absurdo se assim fosse.

Correto?

Vi-a em diversos filmes e sempre a achei linda, assim como devem ter achado

Philippe de Broca, os Irmãos Taviani, Ettore Scola, Régis Wargnier, Cédric Klapisch,

Guillaume Nicloux, Danis Tanović, Anne Fontaine… Nada contra, não sou exclusivista.

Sabe-se que nasceu em 1975 e é atriz desde a infância.

marie-gillain-1

Tem 41 anos. Duas filhas. Sempre foi solteira.

Read More

Porque hoje é sábado, 10 fotos de Brooke LaBrie + algumas de outros, com poema de Benedetti

Porque hoje é sábado, 10 fotos de Brooke LaBrie + algumas de outros, com poema de Benedetti

Piernas, de Mario Benedetti

brooke-labrie-01

Las piernas de la amada son fraternas

brooke-labrie-02

cuando se abren buscando el infinito

brooke-labrie-03

y apelan al futuro como un rito

brooke-labrie-04

que las hace más dulces y más tiernas.

brooke-labrie-05

Pero también las piernas son cavernas

brooke-labrie-06

donde el eco se funde con el grito

brooke-labrie-07

y cumplen con el viejo requisito

brooke-labrie-08

de buscar el amparo de otras piernas.

brooke-labrie-09

Si se separan, como bienvenida,
Read More

Porque hoje é sábado, Alinne Moraes, nossa musa ateia

Porque hoje é sábado, Alinne Moraes, nossa musa ateia

Há alguns meses, Alinne Moraes declarou seu ateísmo.

Coisa rara num país como o nosso

que, apesar de quase não matar por religião,

merece facilmente a pecha de fundamentalista, basta ver nosso Congresso.

Por outro lado, fazer o PHES com qualquer atriz brasileira é sempre complicado:

nossas atrizes não se imortalizarão por suas fotografias,

constrangedoramente inferiores às da mais reles atriz estadunidense

ou europeia.

(Deu um trabalhão encontrar estas, nossa!)

Mas, gente, o que interessa é a Alinne que é ateia.

Ela não saiu assim no mais declarando-se vassala de Satã…

Ela apenas comentou que, como atriz, ia fazer uma personagem

muito supersticiosa, “imagina, logo eu, que sou ateia”.

Lindo isso. Linda ela.

Linda ela cuja boca é escandalosa,

capaz de engolir crucifixos e convencer quaisquer padres. (Que nunca foram lá).

Linda ela que subiu no meu conceito (grande coisa…).

Linda ela cujos gestos não têm que dar sempre dividendos.

Linda ela à qual falta o encanto da fraqueza.

(Putz, como ela é demais…Mas o que é o raio dessa perna na foto acima?!).

Linda ela cujas fotos são satisfatórias.

Linda ela que, ao tornar-se famosa, não quer usar apenas o corpo.

Linda ela que é como a gente.

Porque hoje é sábado, Vanusa Spindler (vintage nacional)

Porque hoje é sábado, Vanusa Spindler (vintage nacional)

Para Felipe Prestes, Igor Natusch e Pedro Palaoro.

Era o meio da tarde de ontem, quando alguém lembrou Vanusa Spindler na redação.

Meu pasmo foi considerável, porque trabalho com pessoas sub-30, sendo que …

… a famosa Playboy vanusiana é de 1989 e a Sexy é de 1994.

É realmente notável a cultura daqueles jovens. Pensei que só pessoas da minha idade, …

… ou pouco menos, como o Rafael Galvão, a conhecessem. (Cliquem aqui, CLIQUEM).

Pensei que Vanusa fosse um fenômeno desconhecido para aqueles meninos.

Meu pasmo foi ainda maior quando um deles disse as seguintes palavras:

Isadora Ribeiro e Magda Cotrofe, ô dupla de ataque que castigou minha pré-adolescência.

Lembro que uma namorada abriu minha Playboy vanusiana e mediu a moça, …

… detalhadamente, de cabo a rabo. O veredito foi: “Gorda!”.

Naquela época eu ainda não tinha perdido o pudor, …

… então, olhei para Vanusa, fiz um ar científico e confirmei: “gordinha”.

A hipocrisia e a mentira são estatutos fundamentais em algumas relações.

Agora, preocupa-me esses jovens. Ouvem Led Zeppelin, Beatles, Stones, …

The Who, Pink Floyd… Não têm nem símbolos sexuais próprios! Querem não apenas …

… ouvir nossas músicas como sonham comer nossas fantasias!

Para o próximo PHES, será que consigo fotos de …

… Rose di Primo?

.oOo.

(Prezados usuários desta seção: Se vocês tiverem fotos da Rose, por favor, cedam).

Porque hoje é sábado, Juliette Binoche e Marcos Caiado

Porque hoje é sábado, Juliette Binoche e Marcos Caiado

Sobre (ou melhor, sob) um poema de Marcos Caiado

Juliette Binoche 13

Que eu te ame,

Juliette Binoche

com a paciência e a destreza

Juliette Binoche 02

de um velho oriental

Juliette Binoche 03

a compor seu origami.

Juliette Binoche 04

Que eu te ame,

Juliette Binoche 05

pacífico e pleno

Juliette Binoche 06

como o caminhar

Juliette Binoche 07

de um índio Ianomâmi.

Juliette Binoche 08

Que eu te ame,

Juliette Binoche 09

como um poeta homem:

Juliette Binoche 12

que mais prefere ser Pessoa,

Juliette Binoche 11

do que sobrenome.

Juliette-Binoche-Feet-760045

(Poema reproduzido sem permissão do autor…)