Bom dia, Zago (com os melhores lances de Inter 1 x 0 Caxias)

Nico pode ser o melhor em campo, mas sempre sai | Foto: Ricardo Duarte

Nico pode ser o melhor em campo, mas sempre sai, com a permanência do horroroso Roberson | Foto: Ricardo Duarte

Vi apenas o primeiro tempo de Inter x Caxias. Foi um massacre colorado. Me disseram que o segundo tempo foi de predomínio caxiense e de grandes dificuldades para o Inter. Eu acredito. Me apavorei só de assistir aos melhores lances do jogo. O que foi aquele gol bem anulado no final. Onde estava a marcação?

Vi mais do jogo do Grêmio ontem. Depois de Bolaños receber repetidos presentes para abrir o placar contra o Veranópolis e do ridículo Iquique, botaram um time de futebol para enfrentar o tricolor. E eles quase tomaram uma virada do NH, que perdeu gol sem goleiro e ainda teve um pênalti não marcado pelo querido Diego Real, o mesmo sujeito quer fez o Inter perder para o Juventude após todos os seus auxiliares terem lhe asseverado que não fora pênalti. Em Inter e Juventude ele viu o que não houve, mas, a favor do Grêmio, ele não viu isso.

No pênalti, a camiseta do cara rasgou. Desculpe, mas é muita vontade de ver o Grêmio campeão gaúcho. Muita vontade. Estava no Beira-Rio no primeiro jogo entre Inter e Cruzeirinho. Nem sei quem era o árbitro, mas já tinha sentido a má vontade gratuita do cara…

A verdade é que estou mais preocupado com quarta-feira. Acho que o Corinthians é favorito, mas temos boas chances. Espero que o Edenílson possa jogar e que Brenner volte a entrar em campo. Suas últimas atuações são de  matar. Assim como está, a gente fica com desejo imediato de Pottker, Brenner.

E, Zago, por favor. Repetir Roberson no meio campo? Tu tá louco? E aquelas substituições? Deixar Roberson em campo para tirar Nico López parece piada. Tu tens parte do passe dele e queres o lucro, não? Só pode. E Anselmo é um deboche com o torcedor colorado, como escreveu meu amigo Marcelo Furlan.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago (com os melhores lances de Cruzeiro 0 x 2 Inter)

Que coisa, os quatro times que foram para as semifinais do Gauchão fizeram 6 pontos nas quartas-de-final. Todos venceram seus dois jogos, Grêmio e Inter com facilidade, Caxias e Novo Hamburgo sempre por escores mínimos.

Ontem, vi somente o primeiro tempo de Inter e Cruzeiro. O jogo começou enroscado. A invenção de colocar Roberson no lugar de D`Alessandro revelou-se como o previsto por todos, menos tu, Zago. Deu bem errado e dava trabalho procurar Roberson em campo. Ele estava sempre longe da jogada. Enquanto isso, Valdivia e Carlos assistiam a partida do banco. Tu sempre preferes improvisar com os bruxos, né, danadinho?

Roberson sempre recebe chances, mas nunca resolve | Foto: Ricardo Duarte

Roberson sempre recebe chances, mas nunca resolve | Foto: Ricardo Duarte

Mas Cuesta marcou um gol após uma cobrança curta de escanteio. Sobre este gol, vou contar uma coisa procês. Há um trabalho feito na Ufrgs que garante, estatisticamente, que o escanteio curto resulta em mais gols que o cobrado direto. Pois é. Eu imaginava.

Logo depois, depois de uma saída errada de bola do Cruzeiro, Nico López fez um golaço de fora da área, estabelecendo a vantagem que me fez ir para o cinema. No segundo tempo entraram Seijas, Valdívia e Carlos. Soube que o time melhorou, apesar de não marcar outros gols.

Mas quem acertou mesmo o time foi Edenílson. Foi o melhor em campo, fazendo o lado direito funcionar. E mais não sei.

Aliás, sei. Sei que tem jogão quarta-feira no Beira-Rio pela Copa do Brasil. Será contra nosso algoz-mor, o Corinthians, às 21h45.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago (com os melhores lances de Inter 3 x 1 Cruzeiro)

14 mil almas coloradas assistiram ontem no Beira-Rio à vitória do Inter por 3 x 1 contra o Cruzeiro-POA. Era um 6 de abril, data de aniversário do estádio, que completava 48 anos. Um estádio que vai bem, tanto que terça-feira recebeu Elton John e James Taylor e ontem recebeu John Lennon, o bom lateral direito do Cruzeiro.

Fui ao jogo com meu amigo Alexandre Constantino. No caminho para o estádio, falávamos sobre as maiores derrotas do Inter em casa. Fomos até os anos 70, o que comprovava nosso enorme otimismo com a atuação do time.

Vamos dar uma chance para Valdívia, que marcou um golaço | Foto: Ricardo Duarte

Vamos dar uma chance para Valdívia, que marcou um golaço | Foto: Ricardo Duarte

Zago, desta vez tu escalaste bem. Mexeste mal, mas escalaste bem. Também pudera, tiveste uma semana para pensar. Mas o Inter não jogou bem. Lento e com imensas dificuldades para armar jogadas de ataque, a coisa se arrastava até que Carlinhos cruzou para Brenner fazer 1 x 0. Antes, só tínhamos dado um chute a gol por meio de D`Alessandro.

Fizemos o segundo em jogada de esforço de William, que ia perdendo bisonhamente a bola na área adversária, mas surpreendeu dando um carrinho para recuperar a bola e cruzar para Brenner marcar.

Tranquilo, com 2 x 0, tu resolveste complicar. Tiraste Brenner — autor de dois gols — para colocar teu bruxo Roberson. E então, o que aconteceu? Pois é, saiu o gol do Cruzeiro. Gol do zagueiro Dão, que cabeceou livre na nossa área. Sabe quem o estava marcando? Pois é, Roberson. Tu mexe lá na frente e o cara vai lá atrás fazer cagada, né, Zago? Viu no que dá insistir com os parças? Roberson deve ser um bom amigo teu, talvez saiba assar churrascos fantásticos, sei lá.

Mas colocaste Valdívia, que vinha mal. E o Poko Cérebro acabou marcando um golaço libertador, em sensacional cobrança de falta. Depois do gol, demonstrando enorme equilíbrio emocional, Valdívia desfez-se em lágrimas, reclamando do desamor da torcida e dizendo que nas crises pessoais ninguém te abraça. Precisa de tratamento psicológico, claro. Tem dinheiro para tanto. Não obstante, deixo-lhe meu abraço pelo golaço. Faça outros!

Por falar em abraços, estou dando o braço a torcer para meu colega de trabalho Luís Eduardo Gomes. Ele acha que TODOS os jogadores que participaram do rebaixamento deveriam ser vendidos, trocados ou dispensados. Fiquei pensando nisso durante o jogo. Sabem quem eram os piores em campo no primeiro tempo de ontem? Sim, os dois únicos que participaram ativamente da debacle: Dourado e William. Eles pareciam constrangidos, com medo do jogo. E quem a torcida vaiou quando da apresentação do time no telão? Ernando, Andrigo (muitíssimo vaiado) e Ferrareis. E quem a torcida detesta sem dó nem piedade? Paulão, só que este está machucado, ainda bem.

A disputa com o Cruzeiro ainda está em aberto, quem foi ao jogo sabe que só o resultado foi bom. Léo Ortiz e Cuesta é uma dupla insegura e Dourado e William vou lhes contar…

Ah, Edenílson estreou muito bem.

Voltando de ônibus do jogo, ouço esta pérola, dita de um torcedor para outro: “Tu é a comprovação do nosso ensino falido, cara!”.

Devia ser mesmo.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago (com os melhores lances de São José 1 x 2 Inter)

Tu não parece ser muito inteligente, Zago. Uma pena essa coisa de a luz da inteligência não brilhar para todos. Vamos começar por Nico López? Nico López não entrou em campo ontem, só Roberson, Andrigo, Ferrareis e Valdívia. Todos craques superiores. O uruguaio — melhor atacante nosso após o artilheiro Brenner — não parecia machucado, estava mais para o decepcionado e triste, vendo aquele horror sentadinho no banco.

Pois o Inter jogou malíssimo. Novamente, tivemos uma espetacular penca de passes errados e os the usual suspects confirmaram: William, Anselmo, Eduardo Henrique, Roberson, Andrigo, Ferrareis e Valdívia fizeram péssimas partidas. E por que Paulão jogou no lugar de Léo Ortiz, que é muito superior?

Roberson ia perdendo o gol mais feito da história. Errou o chute, mas o zagueiro foi piedoso e corrigiu o chute do coitado | Foto: Ricardo Duarte

Roberson ia perdendo o gol mais feito da história. Errou o chute, mas o zagueiro foi piedoso e corrigiu o chute do coitado | Foto: Ricardo Duarte

A diretoria parece estar fazendo o máximo. Tanto que colocou os salários e os direitos de imagem de todos em dia, mas parece que isso não faz jogar.  Eu sei que é difícil, Zago, mas erros de passes também são culpa tua. Isso é treinável, meu amigo. Por exemplo, sabemos que o William está uma porcaria e que tu deverias trazer de volta Alemão ou Junio — que não Brastemps –, mas, enfim, como eu dizia, o William recebeu uma bola e os outros jogadores foram se afastando, tornando o passe cada vez mais difícil.  Adivinha o que aconteceu?

E aquele enorme sufoco no final do jogo. Zago, dá uma parte do teu salário pro São Danilo Fernandes. Esse sim é muito bom e te salva!

E… incrível! Estamos classificados matematicamente. Lá na rabada, mas estamos.

Acho que tu cais logo após o Gauchão, Zago. E será merecido.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago (com os melhores lances de Inter 1 x 0 São Paulo)

Hoje, só foto de quem jogou bem: Nico López e Uendel.

Hoje, foto de quem jogou bem: Nico López e Uendel.

É fácil detectar os erros que o time cometeu na magra vitória contra o São Paulo de Rio Grande, difícil é corrigi-los. O maior deles localiza-se na dupla de volantes Anselmo e Rodrigo Dourado.

Dourado é primeiro volante, deve jogar sempre ali. Sua dupla com Charles, que gosta e sabe sair para o ataque, tem tudo para funcionar bem, principalmente se Charles não estiver nervoso. Mas quando Charles sai, tu, em vez de colocar Fabinho — mau jogador, mas que também gosta de passear — coloca o horroroso Anselmo. Então, o time passa a ter Anselmo, que não joga nada, e Dourado fora de posição, jogando igualmente mal.

Outra coisa incompreensível é William. Ele voltou da geladeira fora de forma técnica. Hoje, Junio é melhor.

Quer mais? Retirar Uendel do meio-de-campo para colocá-lo na lateral fez com que o time perdesse um passe qualificado, causando sobrecarga para D`Alessandro, que fez uma partida abaixo do normal.

E, nossa, que festival de passes errados! E como Ernando marca mal! Levamos um baita sufoco nos últimos minutos. São Danilo Fernandes fez milagres. Para que aquilo? Achei até que o São Paulo demonstrou momentos de alto brilho técnico, tudo em razão de nossa marcação liberal e equivocada. E lembro-te que foste um bom zagueiro, Zago.

Mesmo assim, estamos só três pontos atrás do Grêmio e, mesmo com nossas atuações podres, é possível passar na frente deles. Eles são muito ruins também e, sem dúvida, este seria um bom ano para o interior levar o titulo. Até o final da fase classificatória, eles têm Novo Hamburgo e São Paulo fora e Juventude em casa. Nossos jogos são Ypiranga e São José fora e Cruzeiro no Beira-Rio, se não perdermos o mando deste último jogo.

Estamos em sétimo lugar. Classificam-se oito… Como tem um jogo atrasado, ainda podemos acabar e oitava rodada em oitavo.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago ( com os melhores lances de Ju 1 x 0 Inter)

O Inter jogou muito mal e mereceu perder. Isto precede qualquer consideração sobre a arbitragem. É muito mais importante do que os erros de Diego Real. Ele errou e feio num momento em que até jogávamos melhor, mesmo com dez homens. (Aliás, como vejo muito futebol, posso dizer o quanto são absurdas as acusações que o Inter recebe de ser beneficiado pelos juízes. Como tenho boa memória, sei do pênalti não marcado contra o NH, dos dois pênaltis claros não marcados contra o Passo Fundo — que ainda fez um gol em impedimento — e de ontem. Sim, sei, houve o pênalti de Paulão em Pedro Rocha ou Bolaños (não lembro). Outro absurdo.

Mas mais me interessa a péssima atuação do Inter. William na lateral esquerda? Temos três laterais esquerdos: o lesionado Carlinhos, mais Uendel e Iago. Se Uendel virou meio-campista, por que não escalar Iago? E se Iago não pode, por que não Seijas, que jogava pela esquerda na segunda linha de 4 homens de seu time da Colômbia? Improviso por improviso… Pois a presença de William simplesmente detonou com o bom lado esquerdo ofensivo do Inter. Ele é  lateral direito e ponto. Celso Juarez já tentou dar-lhe outra posição sem sucesso, Zago.

William: todo torto na lateral esquerda

William: todo torto na lateral esquerda

Precisamos de armadores. O time perde muito sem Dale. Os outros jogadores da posição — Ferrareis, Andrigo e Seijas — parecem ter caído em desgraça e, bem, talvez mereçam… Sasha, que também poderia jogar ali, tem longa ficha médica e está fora novamente.

Nosso desempenho no Sartorão Anticultura 2017 é risível. Em 7 jogos, 7 pontos (1 vitória, 4 empates e 2 derrotas). Míseros 33% de aproveitamento. Os maus resultados têm sido apagados pelas boas atuações na Copa do Brasil, Primeira Liga e no Gre-Nal. De resto…

Faltam quatro jogos para o final da fase classificatória e hoje estamos fora dos oito primeiros. Os jogos que poderão salvar o Inter de um novo fiasco histórico são São Paulo (C), Ypiranga (F), São José (F) e Cruzeiro (C). Isto é, nenhum dos 5 primeiros colocados. Teoricamente seria fácil, mas o Inter tem desafiado tese atrás de tese.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago (com os melhores lances do Gre-Nal de 2 x 2 de ontem)

O Grêmio dava uma saranda no Inter no primeiro tempo. Bolaños e Luan navegavam tranquilamente em campo. O Inter marcava de longe e eles podiam pensar no que fazer antes de receber a marcação. Já o Grêmio marcava em cima e obtinha enorme vantagem. Eles tem mais time, ainda. Mas Renatinho Portaluppi, velho amigo do Inter desde que era aprendiz de padeiro em Bento Gonçalves, resolveu mudar e recuar o tricolor no início do segundo tempo — esta afirmativa não é minha, é do próprio Renato, na coletiva após o jogo. Resultado: o Inter virou o jogo antes dos 15 min do segundo tempo. O empate do Grêmio veio num chute da entrada da área, com a bola passando entre três jogadores do Inter, o que provocou a falha de Danilo Fernandes. Lastimável.

O pessoal do Grêmio aprendeu muito ontem | Foto: Ricardo Duarte

O pessoal do Grêmio aprendeu muito ontem | Foto: Ricardo Duarte

Mais um empate. O empate dispara na ex-rivalidade Gre-Nal. Agora são 129. É o clássico Gre-Pate ou InPate. O Inter venceu 154 Gre-Nais, o Grêmio, 127, e temos 129 empates. Dá-lhe empate! Até os empates estão à frente do imortal…

Foi um bom resultado para nós, time merecidamente na segunda divisão. Apesar de não marcarmos nada bem, de os jogadores do Grêmio receberem sempre livres a bola, algo verdadeiramente apavorante, temos evoluído, Zago, e isso é o mais importante. Tu pegaste um grupo limitado, abalado psicologicamente e há 18 meses sem treinador. Ah, por falar em abalado psicologicamente… Charles e Léo Ortiz estavam nervosíssimos. William ligado em 220 V, o que é inútil. E Carlos… Olha, sei que Nico se machuca demais, mas é muito superior a este Carlos. Tem que jogar sempre. Nosso ataque tem que ser Nico e Brenner. E é melhor esquecer de Anselmo.

Nossa comemoração foi compreensível e justa. D`Alessandro, que não é nada burro, sabe que empatar com o Grêmio fazendo dois gols era impossível três meses atrás. Melhores em campo? Do nosso lado, D`Alessandro, Nico, Dourado e Brenner, que tem se mostrado um centroavante consistente.

Se seguirmos nesse ritmo, teremos um bom time para voltar para a Série A, em 2018. É sempre perigoso elogiar no inicio de março, mas acho que a diretoria tem trabalhado bem na dispensa de jogadores e nas contratações. E já damos trabalho a times do baixo clero da Libertadores.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago (com os melhores lances de Passo Fundo 2 x 2 Inter)

Com dois gols, Brenner confirma positivamente, já Valdívia...

Com dois gols, Brenner confirma positivamente, já Valdívia…

Ontem, assisti apenas os 15 minutos finais do jogo, Zago. Cheguei em casa e o Brenner estava sendo expulso junto com um jogador do Passo Fundo. Então, vi uma pequena parte de um jogo de 10 contra 10. Mas deu para observar algumas coisas.

Para meu horror, jogavam Paulão e Ernando na zaga. Ignoro como esta zaga conseguiu sobreviver ao rebaixamento. Só de ver os dois juntinhos em campo, qualquer colorado já murcha. Depois observei Seijas sofrer um pênalti claro, não marcado pelo apitador. Acontece. E… nos minutinhos finais, notei como o Inter se acadelou. E avisei minha mulher: vamos tomar um gol.

Tentando manter um resultado mínimo de 2 a 1, marcando o PF somente a partir de nossa intermediária e só fazendo isso, convidamos o PF para o nosso campo.

Ora, tal atitude anima qualquer adversário e sei — talvez tu também saibas, Zago — que nos últimos 12 meses perdemos dezenas de pontos nos minutos finais por ficar apenas se defendendo. Dezenas!

Reza a Lei de Bielsa:

O time que abdica de jogar com a bola, multiplica o número de oportunidades que o adversário terá.

E não é que o PF empatou mesmo o jogo? Como? Com uma bola alta sobre Paulão e Ernando. Depois, quando repetiram os gols do jogo, vi que o primeiro gol do Passo Fundo tinha sido marcado em outra bola alta no setor de Fraldão & Cagão, como diz o amigo Dario Bestetti.

É muito pouco amor ao cargo, Zago. São quatro jogos no Gaúcho, com três empates e uma derrota. Estamos em décimo, com a mesma pontuação do primeiro rebaixado, o 11º. Recebeste uma ruína de time, mas está hora de aparecer um novo trabalho. O teu. Podias começar trocando a zaga, Zago. Se continuares assim, já sabes o que vai te acontecer. Bom dia.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago (com os melhores lances de Inter 1 x 1 Caxias)

D`Alessandro marca seu golaço na única boa jogada de ataque do Inter | Foto: Ricardo Duarte

D`Alessandro marca seu golaço na única boa jogada de ataque do Inter | Foto: Ricardo Duarte

Três rodadas do Costelão 2017 — dois jogos no Beira-Rio e um fora — e o Inter conquistou apenas dois pontos. Está em décimo lugar, podendo entrar a qualquer momento na zona do rebaixamento. Sim, na zona do rebaixamento do charmoso Gauchão. O próximo jogo é contra o Passo Fundo (8º), domingo (19), fora de casa. Mas, no meio da semana, dia 15, à noite, o Inter joga contra o Princesa do Solimões, time semi-profissional da cidade de Manacapuru (AM). O jogo será em Cascavel (PR) e deve ser fácil, apesar de ter o potencial de nos eliminar, já em fevereiro, de uma das mais importantes competições do país. Muito cuidado, portanto.

Tudo pode acontecer conosco, pois não estamos jogando nada. A partida de sábado contra o Caxias foi uma grande demonstração de incapacidade ofensiva, aliada a erros defensivos — um deles fatal. No primeiro tempo, demos dois chutes a gol, ambos de fora da área. D`Alessandro não pode fazer tudo sozinho, Valdívia está fora de ritmo e quando olha para o ataque, vê Roberson…

Porque tu, Zago, estás queimando de cara uma de tuas contratações. A insistência com Roberson é um absurdo. Brenner e Aylon já fizeram mais este ano e em suas carreiras. Insistir com Roberson, Paulão, Ernando, Bob e Andrigo parece ser de rigorosa inutilidade. O primeiro já é detestado pela torcida e os outros, pelo rebaixamento. Paulão e Ernando reclamam que ficaram marcados pela queda. É óbvio que ficaram! Como não?

Sei que reconstruir um time que passou um ano e meio sem treinador é complicado, mas tu estás deixando a coisa ainda mais difícil com tuas insistências bobas. E o torcedor está distante, sumido mesmo. Ninguém quer dar respaldo. Ninguém quer nem ver. Note bem, teu presidente Marcelo Medeiros venceu a eleição com 95% dos votos porque o outro candidato era o de Piffero-Carvalho. Vocês não se enganem. Vocês não têm grande apoio.

Sei que mudar o cenário de um clube com dívidas e de plantel caro e ruim não é fácil nem rápido, então Zago, pelo menos evite ao máximo os testes desnecessários. Somos apenas um timeco de merda atrás da formação menos pior.

Por que não testar já, contra o Princesa do Solimões, Dourado e Charles como volantes, Dale e Seijas na armação, com Nico López e Carlos na frente?  Não seria mais razoável? Seijas jamais teve os cinco jogos seguidos de Roberson para jogar. Ninguém sabe muito bem quem ele é.

Bem, boa sorte na quarta!

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Bom dia, Zago (com os melhores lances de Inter 1 x 2 NH)

Fernando Bob preparando alguma bobagem | Foto: Ricardo Duarte

Fernando Bob preparando alguma bobagem | Foto: Ricardo Duarte

Não gostei nem um pouco do Inter ter te contratado. Sei do bom trabalho realizado no Juventude e do bom nível de atualização que tens — coisa rara em nosso futebol. Mas há atitudes difíceis de relevar, ainda mais em um clube cujo símbolo é um Saci. Acho sintomático que as pessoas te chamem agora de Zago. Querem deixar aquele zagueiro Antônio Carlos para trás. É o que farei também.

É claro que os 18 meses em técnico estão te cobrando um duro preço. Argel e Celso Roth não deixaram pedra sobre pedra. O time chegou a ti sem nada treinado ou bem preparado, estás partindo do zero absoluto. Mas escalações como a Fernando Bob no último sábado demonstram certo desespero ou desconsideração por 2016. Não adianta retestar velha fórmulas fracassadas, ainda mais que todo o RS futebolístico sabe que Bob será logo engolido pelo ascendente Charles. Também é inútil fazer um lado direito com jogadores como Ceará e D`Alessandro que, no meio do ano, somarão 73 anos. Também me surpreende a sobrevivência de Paulão, Ernando e Andrigo. Esses caras não jogam nada, Zago. Por que contratamos Klaus, Néris e trouxemos Eduardo de volta? Não foi para enterrar Pauão e Ernando de vez?

Outra coisa: não estaria na hora de fixar Dourado na frente da zaga? Este moço teve um 2016 desastroso jogando solto pelo campo, como se estivesse numa eterna pelada no Parque Saint-Hilaire. O que eram aqueles contra-ataques do Novo Hamburgo? A gente erra um passe — fato comum —  e é pego sempre com a bunda de fora?

Vai ser uma reconstrução penosa, muito dolorida, meu rapaz. Valdívia volta em boa hora. Penso que o Gaúcho é o momento perfeito para dar força jovens como Junio, Charles e outros que tu deves nos apresentar, assim como para ver quem são de verdade Nico López, Seijas e os outros recentes contratados.

Sei da pindaíba e dos salários — direitos de imagem — atrasados, mas tu sabes que serás cobrado do mesmo jeito por uma torcida impaciente.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!