Porque hoje é sábado, Tamara Ecclestone

Tamara Ecclestone é a perfeição abaixo e uma das mulheres mais ricas do mundo.

É a filha mais velha — só 32 anos — do bilionário Bernie Ecclestone, dono ou ex-dono da Fórmula 1.

E é nada menos do que vocês estão vendo.

Sua riqueza aliada a sua incrível e doída beleza (dói AQUI) chegam a ser uma injustiça.

Por que tanto em uma só pessoa?

Não sei a resposta, pois as instâncias superiores recusam-se a falar.

Mas, enquanto isso, Tamara consome o interminável dinheiro do pai, escreve no twitter,

— parece muito feliz — e, dia desses, resolveu ganhar um troco posando para a Playboy.

Na revista, a deusa é acompanhada de serviçais que dirigem seu carro,

arrumam suas sandálias ou colocam seu traseiro no lugar exato.

Ela também aparece nadando em dinheiro numa foto acima, viram?

Bem, mas esta não é uma coluna ressentida com as coisas deste mundo;

é uma coluna satisfeita com as coisas deste mundo mesmo que pareçam de outro;

então, pensemos em Tamara dentro de sua nobre função neste PHES:

a de ser objetificada. (Provocação, provocação…)

Acaba de me ocorrer uma coisa muito brega olhando a foto acima,
Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Lara Stone

Lara Stone é holandesa e foi descoberta

por um caça-talentos (ou modelos) no metrô de Paris.

Ela tinha apenas 12 anos.

Hoje tem a bela idade de 33.

Dia desses, com um amigo, eu disse que o auge da beleza da mulher atual

girava lá em torno dos 40 anos.

O amigo respondeu rapidamente que o auge da mulher é uma posição, não uma idade.

Bem, hum, esqueçam.

O sobrenome de Lara Stone é facilmente explicado pelo pai inglês.

A mãe é que é holandesa.

Lara é uma mulher extraordinária não apenas pelo que se vê,

mas por ser uma mulher com quem se pode sair para conversar.

Não por ser a 7ª modelo mais bem paga do mundo.
Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Kate Moss

Enquanto a Bíblia da nova religião do Politicamente Correto

— pois é disso que se trata — não nos impedir de achar bonitas algumas mulheres

(pois, ao afirmamos tal fato, caímos no pecado da Objetificação),

(pois, elogiamos umas em detrimento de outras que são ou mais feias,

ou menos atraentes ou decididamente feias),

kate-moss

distingo um dos mais belos rostos que conheço: o da londrina Kate Moss.

Muitas vezes pensei no que torna uma pessoa bonita.

É a simetria? As pessoas lindas seriam as portadoras da média das feições de todos nós?

Seria a perfeita adequação a sua etnia? Ou à cultura vigente?

Que critérios deveria seguir um desenhista para criar um belo rosto? Existe isso?

Porque o rosto de Kate Moss não me parece nem um modelo de simetria,

nem a média da população, nem o modelo exato de inglesa — até pelo contrário —

nem me parece ser cultural minha adoração por ele. Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Karolina Szymczak

É engraçado como esta simpática coluna sabatina, também conhecida como PHES,

atrai as mulheres, hetero, homo, bi, etc.

Uma amiga de uma amiga, recente amiga minha — entenderam? — veio ao Sul21,

durante esta semana, e reclamou que o PHES estava muito contido ultimamente.

Desta forma, a partir desta edição, empreenderei um (falso) esforço de alongamento,

procurando ir no sentido contrário a um comportamento contido
(altamente proibido pelos norte-americanos que dominam a rede).

Em exaustivo trabalho de pesquisa, encontrei esta mulher incrível

nascida na Polônia.

Karolina Szymczak tem tantos encantos que não saberia dizê-los

da mesma forma que não consigo pronunciar seu nome.

Szymczak deve iniciar por Chem…, assim como Szymborska.

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Golshifteh Farahani

Farahani (poema de Marcos Nunes)

Golshifteh Farahani 01

Você está proibida de me olhar,

Golshifteh Farahani 02

eu estou proibido de olhar para você:

Golshifteh Farahani 03

a lei é a distância

Golshifteh Farahani 04

são as circunstâncias

Golshifteh Farahani 05

os chamados das profissões

Golshifteh Farahani 06

as línguas desconectadas.

Golshifteh Farahani 07

Nós estamos proibidos de nos conhecer

Golshifteh Farahani 08

restando o cantinho miúdo das celebridades

Golshifteh Farahani 09

para acessá-la, como o Aleph de Borges

Golshifteh Farahani 10

praticando um sacrilégio, uma heresia

Golshifteh Farahani 11

rendição à Pérsia dos ancestrais

Golshifteh Farahani 12

ao Irã do cinema, contra a censura

Golshifteh Farahani 13

da ilusão de seu olhar desviando-se

Golshifteh Farahani 14

para me ver aqui, dedilhando

Golshifteh Farahani 15

meu prazer em te sonhar.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado… Os cabelos das mulheres

Existem cerca de 100 mil fios de cabelos na cabeça da mulher.

Ingrid Bergman

As loiras têm cabelos mais finos e, como compensação,

Jane Mansfield

40 mil fios a mais.

Loretta Young

Se as loiras têm 140 mil, as ruivas vêm com 90 mil maravilhosos fios.

Marilyn Monroe

Sou um devoto dos cabelos das mulheres, principalmente quando não são lisos.

Marlene Dietrich

Questão de gosto, a curva é o caminho mais agradável entre dois pontos.

Paulette Goddard

Os cabelos das mulheres também têm funções. São usados para atrair ou como barreira.

Rita Hayworth

Se ela colocar os cabelos por cima da orelha, cobrindo o rosto, não insista.

Sophia Loren

Também enrolar as pontas dos cabelos com os dedos durante uma conversa é mau sinal.

Veronica Lake

Jogar o cabelo para trás talvez signifique “repara em mim”.

Audrey Hepburn

As de cabelo curto parecem mais seguras e, quem sabe, menos preocupadas com padrões.

Ava Gardner

Terão a Síndrome de Sansão ao avesso?

Elizabeth Taylor

As avós diziam que, quando uma mulher se sentisse triste,

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Viviane Bordin

Pois meus sete leitores, digo-lhes que as loiras…

… As loiras não têm problema nenhum.

Porém, hoje, fiz uma pequena sacanagem — ela que me perdoe, por favor — …

… com a belíssima Viviane Bordin, vizinha nossa ali de Camboriú.

Ela é linda, mas achei suas fotos douradas demais, …

… ensolaradas demais, azuis demais, totalmente em contraste …

… com meu humor sorumbático dos últimos dias.

Então, transformei todas as fotos que me ofuscavam — fotos da Playboy, como a de cima —

… em outras com 1000 tons de cinza. Ah, Viviane, …

… me perdoe o tom antiquado de como elas ficaram…

Até vou sugerir que meu fiel septeto observe as fotos originais no Google Images …
Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Lucy Pinder

Este post é originalmente de 21 de julho de 2012, da semana em que Fernandão (1978-2014) assumiu como treinador no Internacional.

O, Captain! My Captain!

Em primeiro lugar, parabéns pela nomeação.

Era necessária mesmo uma limpeza no vestiário.

Uma forma mais grandiosa de ver as coisas,

mirando novos objetivos,

um novo perfil de equipe.

Porém, meu capitão, começaste muito mal:

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, a última sessão de fotos de Marilyn Monroe

O Porque hoje é sábado (PHES) ainda existe, confira aqui!

Estas imagens de Marilyn

16806310-15875275_1-800-a542d8629a-1484580656

na praia de Santa Monica

16806560-4a898bb4242367400e8fe114c57242f3-800-a542d8629a-1484580656

foram tiradas pelo fotógrafo George Barris

16807310-MarilynMonroeinGreenTowelbyGeorgeBarris11-800-a542d8629a-1484580656

em 13 de julho de 1962.

16807360-maxresdefault-800-a542d8629a-1484580656

Três semanas mais tarde,

16807410-7016899951_93b45f8c3d_b-800-a542d8629a-1484580656

ela foi morta.

16807460-ff3e0af7892df383927cdf4d02ae1d37-800-a542d8629a-1484580656

Sim, falemos sério, todos sabem que ela foi morta.

16807510-7-800-a542d8629a-1484580656

No último filme de Marilyn, Os Desajustados (The Misfits, 1961),

16807660-8-800-a542d8629a-1484580656

cujo roteiro foi escrito por seu marido (de 1956 a 1961) Arthur Miller.

16807810-5531591-800-a542d8629a-1484580656

há uma cena em que Gay (Clark Gable), olha para Marilyn e diz que

16807860-f5f7255656c4d9dc80-46021707-800-a542d8629a-1484580656

ela é uma mulher triste.

16807910-MarilynMonroeinGreenTowelbyGeorgeBarris2-800-a542d8629a-1484580656

Ela responde que ele é único a perceber isto, já que todos acham-na feliz.

16807960-MarilynMonroeinGreenTowelbyGeorgeBarris4-800-a542d8629a-1484580656

Gable então replica dizendo que ela é uma mulher triste que deixa os outros felizes.
Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

A canção de Goffin e King Will You Love Me Tomorrow

Amy WinehouseOntem estava ouvindo a versão de Amy Winehouse para o megaclássico de Gerry Goffin e Carole King Will You Love Me Tomorrow ou Will You Still Love Me Tomorrow ou ainda com interrogação atrás das duas formas. (Pouca gente sabe, mas Lennon e McCartney, lá no início, queriam apenas ser os Goffin & King da Inglaterra). A canção foi multigravada desde 1960, quando apareceu como Tomorrow num single das Shirelles. Coloco várias versões abaixo, inclusive duas da autora Carole King. Foi com Roberta Flack que a música ganhou insuspeitada grandiosidade. Agora, não deixa de ser curioso notar que Winehouse fez o clássico mudar de patamar novamente. Acompanhem a evolução.

Lá noa anos 60, com as pioneiras Shirelles, a coisa ia assim:

A autora Carole King mostrava que a coisa tinha mais potencial em 1971:

Roberta Flack dá um banho logo depois:

A coisa regride, ficando inacreditavelmente bagaceira com Bryan Ferry:

Ou quase um cantochão com Lykke Li:

No que é corrigida por uma Carole King veterana e sem voz em 2010 (atenção para a barba Tolstói-like do baixista):

Mas, antes, Amy Winehouse voltara a colocar a canção onde deixara Roberta Flack:

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Emily Ratajkowski

Publicado em 22 de dezembro de 2012

O presente de Natal do PHES para seus sete leitores,

neste pós fim de mundo,

é uma desinibida jovem nascida em 1991.

Não sei nada a respeito de Emily Ratajkowski

e também não penso que alguém necessite mais do que a fantasia

para preencher a história de Emily,

provavelmente com Emily.

Pois as fantasias, (tom professoral)

são situações imaginadas e que não têm qualquer base na realidade,

expressando determinados desejos do seu criador.

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Danica Thrall

É com imenso receio que lhes apresento Danica Thrall.

Afinal, na última quinta-feira, ao publicarmos um extra-PHES,

vimos — horror dos horrores — nossa modelo ter suas estrias denunciadas.

Já eu, criatura gauche, estranha e cheia de problemas e defeitos

Clique para ampliar

— sou daltônico, cambota, narigudo, tenho pés chatos e sou míope! —

por uma questão de isonomia, não devo estabelecer quaisquer restrições

à imensa maioria das mulheres.

(Ah, sou magro de membros e tenho uma barriguinha ridícula).

Se houve um crescimento rápido, estrias.

Se houve algum descontrole à mesa (ou nem isso), celulite.

Assim como nós, as humanas costumam ser assim.
Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Alyssa Arce

Às vezes, pisamos a linha do vulgar nesta série de posts conhecida como PHES.

Alyssa_Arce_01

Às vezes, mesmo que tentemos ao máximo, ultrapassamos em muito esta linha,

Alyssa_Arce_02

brincamos um pouco lá do outro lado e

Alyssa_Arce_03

retornamos para nossa conhecida austeridade e seriedade.

Alyssa_Arce_04

Às vezes, raras vezes, uma poesia começa a cantar sozinha na minha cabeça.

Alyssa_Arce_05

Pode ser qualquer uma que estava gravada na memória e que de repente surge.

Alyssa_Arce_06

A desta semana é uma bem desconhecida e cômica de Drummond.

Alyssa_Arce_07

Se não me engano, está no livro Brejo das Almas, de 1934. O nome dela é Em face dos últimos acontecimentos e — se dividida ao meio em três partes, poder-se-ia dizer que é meio social, meio erótica, meio humorística.

Alyssa_Arce_08

Em face dos últimos acontecimentos (poema de Carlos Drummond de Andrade)

Alyssa_Arce_09

Oh! sejamos pornográficos
(docemente pornográficos)

Alyssa_Arce_10

Por que seremos mais castos
que o nosso avô português?

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Marilyn Lange

Creio que em 1975, durante inocente pesquisa bibliográfica nas revistas de meu pai,

descobri que ele tinha uma Playboy (EUA) de 1974, dedicada a Marilyn Lange.

Logo peguei a revista a fim de mostrá-la a meus colegas do

Colégio Estadual Júlio de Castilhos, que me consideraram a mais feliz das criaturas

naqueles tempos onde o acesso à pornografia era limitado.

Com efeito, Marilyn Lange tinha grandes qualidades naturais

que podiam ser identificadas ao primeiro olhar.

Eram outros tempos. Havia muitos Fuscas e Corcéis nas ruas.

Os mais ricos andavam de Maverick ou Opala, os ricaços de Landau.

Estávamos no último ano do segundo grau, eu não tinha carro e

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado e Natal

Eu até gosto do Natal, dos reencontros, etc.,

só odeio a promoção de bons sentimentos,

e me irrito com a estória do menino Jesus.

Só dou presentes para crianças pequenas,

mas gosto das comidas,

giljungnatal-620x410

das sobras no almoço do dia 25,

16995_01

e dessa coisa de saber que o guri dos católicos,

o de 25 de dezembro, apareceu nesta data

só para atrapalhar a festa pagã do Solstício de Inverno.

artworks-000036179410-uxotle-original1

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, a arte da dança com Aleska Diamond

Os princípios básicos do balé clássico são:

postura ereta,

uso do en dehors (o que será isso, meu deus?),

movimentos circulares dos membros superiores,

verticalidade corporal,

disciplina,

leveza,

harmonia e

simetria.

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, o Milagre

Por delicadeza, por obediência,

phes01

quase perdi minha vida.

phes02

Vivia apenas metade dela,

phes03

tudo era meia verdade.

phes04

Meia verdade é como habitar meio quarto,

phes05

ganhar meio salário.

phes06

É como só ter direito

phes07

à metade da vida.

phes08

Num milagre, a uma metade juntou-se outra

phes09

perfazendo um inteiro.

phes10

Aquela parte que existia ganhou um corpo,

phes11

e agora ela o observa.

phes12

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Miranda Kerr

Alguns de nossos sete leitores, mais exatamente quatro deles, fizeram uma reclamação:

o PHES estaria evitando a nudez.

Ora, sabem nossos leitores que não apreciamos a exposição ginecológica,

que privilegiamos o rosto e o respeito à modelo,

mas uma acusação desta ordem é algo muito grave

para o PHES, nossa célebre coluna sabatina.

Então, atendendo ao clamor popular

apresentamos hoje a bela magrela Miranda Kerr,

uma australiana de Sydney,

cuja beleza deverá calar os suplicantes

que vêm nos incomodar.

A pornografia mostra a intimidade e ultrapassa a linha do vulgar.

O erotismo busca a imaginação.

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Marie Gillain

Não sei se meus sete leitores a conhecem. Conhecem?

Ela é Marie Gillain, uma atriz belga que esteve em cartaz em Porto Alegre com o filme

Tudo o que desejamos. Não, o nome do filme não se refere a ela,

mas não acharia nenhum absurdo se assim fosse.

Correto?

Vi-a em diversos filmes e sempre a achei linda, assim como devem ter achado

Philippe de Broca, os Irmãos Taviani, Ettore Scola, Régis Wargnier, Cédric Klapisch,

Guillaume Nicloux, Danis Tanović, Anne Fontaine… Nada contra, não sou exclusivista.

Sabe-se que nasceu em 1975 e é atriz desde a infância.

marie-gillain-1

Tem 41 anos. Duas filhas. Sempre foi solteira.

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Porque hoje é sábado, Brigitte Bardot

Meu pai a considerava a mulher mais bela do mundo.

Confesso que não entendia.

Era muito pequeno, nada sabia de nada — hoje sei de alguma coisa? — e ainda menos

sobre a explosão mundial do filme E Deus criou a mulher, realizado pelo maridão

Vadim. Quando cresci, Brigitte Bardot já não era mais um sex symbol planetário,

só se falava nela quando ia a Búzios.

Nasceu em 1934, enfrentou a oposição dos pais ao fazer o primeiro filme em 1952,

virou mito em 1956 com o filme que inspirava o melhor blog do mundo

e participou de dúzias de produções ruins que apenas exploravam sua imagem.

Quando chegava perto dos 40 anos, em 1973, largou o cinema e

criou uma fundação para a defesa dos animais.

Acho admirável a forma como envelheceu. Nega-se a esconder as rugas, o peso e

a transformar-se num ET cheio de próteses, plásticas e botox.

Continuar lendo

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!